Informe Publicitário

Informe Publicitário

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Para uma torcida ansiosa por conhecer o novo elenco, é incrivelmente baixo o nível da diretoria do Araripina F. C.

É curioso – pra não falar engraçado, ou pior, irritante o Bode do Araripe não ter como montar um time competitivo a tempo da estréia no campeonato pernambucano da 1ª Divisão, os argumentos dos representantes do time são inúmeros, que não pode contar com a prefeitura, que os patrocinadores cancelaram os contratos, que os empresários, principalmente os do setor gesseiro, são uns insensíveis por não patrocinar o time da cidade, entre outras mais.

A verdade é que o efeito bola de neve da má administração que vem atingindo toda a atual gestão do município de Araripina, uma hora ou outra iria atingir o Bode do Araripe também, resta agora montar um time sem muita qualidade e pegada para encarar os desafios de frente.

Não está sendo nada fácil para alguns torcedores colaboradores, que já estão pálidos e muito nervosos, fazerem das “tripas coração” para pelo menos conseguir montar um time que não vá passar um vexame na elite do campeonato pernambucano.

A torcida está ansiosa por uma atitude da “diretoria” do Araripina F. C. e a torcida a partir de agora será para que o time esteja pronto a tempo da estréia dia 16/01/11 contra o Clube Atlético do Porto na cidade de Caruaru.

Moradores da Rua Henrique Alves Batista, se unem e vão até a sede da Compesa de Araripina para reclamar da falta de água.

Nesta ultima Terça-Feira 30/11, donas de casa da Rua Henrique Alves Batista, cansadas de sofrer com a falta de água em suas residências e com o descaso da Compesa, se uniram e em comitiva se deslocaram até a sede da Compesa para saber o que está acontecendo, chegando lá nem mesmo os funcionários souberam explicar o porque a empresa manda a conta todos os meses e não manda a água.

Segundo as donas de casa, só chega água de 10 e 10 dias e ainda assim é de madrugada e em pouca quantidade, somente algumas residências que ficam em local mais baixo são beneficiadas, devido a água vir com pouca pressão.

A salvação dessas donas de casa é comprar água de R$ 15,00 um tambor de 200 litros, sendo que continuam pagando suas contas mensalmente ininterruptamente. As mesmas apelam para que a superintendência da Compesa tomem uma providencia ou não cobre por um serviço que não realiza. Pois o proximo passo será procurar o Ministério Publico para que este tome alguma providência.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Reclamação de uma professora araripinense contra a operadora Claro.

Fiz uma ligação de 8 minutos para outro telefone de mesmo DDD da claro e todos os meus créditos foram consumidos, sendo que possuía mais de 30 minutos de bônus. Ao entrar em contato com a empresa, como era de se esperar, a resposta era que não possuía os mesmos. Eu não sou nenhuma analfabeta e sei muito bem como funcionam as promoções. Sei que fui [editado pelo Reclame Aqui], sei que possuía os bônus, mas a empresa sempre vai negar.

Não foi a primeira vez que isso aconteceu, e nem sou a primeira e nem a ultima pessoa lesada por essa operadora, mas como os valores eram pequenos acabei deixando pra lá, mas dessa vez foram todos os meus créditos.

Isso é estratégia da empresa para forçar os clientes a recarregar, pois como sempre negam as pessoas acabam deixando de lado, como eu mesma fiz outras vezes, mas não será assim dessa vez.
Esperava outra resposta da operadora, mas não me surpreendi. Em um mercado tão competitivo como o da telefonia o melhor a fazer é trocar de operadora, e informar a todas as pessoas que a CLARO É UMA MERDA!!!!


Por Aparecido Santo

quinta-feira, 25 de novembro de 2010


Uma homenagem do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores de Pernambuco à todos os Filhos do Brasil.

O Clima de alegria e festas está chegando...

Mais um ano está chegando ao fim, e na beleza das noites iluminadas, os sonhos de muitos corações se preparam para a viagem à procura de suas realizações, que ocorrerá durante todo o ano vindouro.

Durante o ano de 2010 o blog CASA DE ABELHA 2010, teve um aumento considerado de visitantes. Desde quando nasceu em Abril de 2010, vem aumentando diariamente o numero de visitas e continuará em 2011, casadeabelha2010, valorizando o ano de fundação do blog.

Agradecemos a todos os envolvidos na evolução do blog: tanto os que visitam o veículo, quanto os que mandam mensagens sobre eventos, noticias e que ajudam a construir o nosso conteúdo.

A partir de agora estaremos postando mensagens de pessoas publicas, comerciantes e anônimos que desejarem mandar suas mensagens para o maior numero de pessoas através da maior rede de comunicação mundial.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Construções irregulares nas proximidades do canal São Pedro em Araripina, pode trazer durante o período chuvoso uma catástrofe urbana e social

As construções irregulares são cada vez mais constantes à beira do canal São Pedro e o Poder Publico não está nem aí, os moradores correm sérios riscos de terem suas casas inundadas quando a chuva vier com força total, destruindo tudo que tiver pela frente, já aconteceu uma vez, mais ou menos em Janeiro de 2004 todas as casas próximas ao canal foram alagadas até o telhado e as famílias perderam tudo na época. Quem é de Araripina ou mora a partir de 2004, lembra muito bem que a água chegou até a Rua Henrique Alves Batista, que fica no terceiro quarteirão depois do canal.

Aquelas pessoas que estão construindo suas casas hoje em dia a poucos metros do Canal, ou não lembram daquele episódio ou acham que a natureza vai ser sempre generosa com eles. A humanidade limitada e pretensiosa, as vezes acha que tem o poder de controlar a força da natureza, mas não tem.

Depois que acontece uma catástrofe, não sabem a quem culpar, apesar que na situação que o canal se encontra hoje, largado às traças, cheio de mato e de lixo por todos os lados, sem duvida a maior culpa quando a chuva vier e destruir tudo, será desse governo municipal omisso e incompetente que não realiza nenhuma operação de limpeza do canal, com o objetivo de prevenir os transtornos causados quando as chuvas chegarem.

Por Aparecido Santo
Foto: Fredson Paiva

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Aliados do prefeito Lula Sampaio, entusiasmados já falam em reeleição.

Alguns aliados mais eufóricos, obedecendo às ordens do chefe, já falam em reeleição do prefeito Lula Sampaio.

Esse entusiasmo todo é o reflexo dos resultados da ultima eleição aonde todos os seus candidatos foram eleitos, deputado estadual Raimundo Pimentel, federal Wolney Queiroz, dois senadores Armando Monteiro e Humberto Costa, o governador Eduardo Campos e a presidente Dilma, um resultado desses, entusiasma qualquer um, ainda mais um homem acostumando a fazer política até quando está dormindo, que para falar a verdade, ainda não desceu do palanque para administrar a eleição que ganhou em 2008.

Outro motivo que Lula anda feliz da vida, foi com a derrota do seu principal adversário político Emanuel Bringel, que não conseguiu se reeleger deputado estadual. É por esses e outros motivos que a base aliada do prefeito sempre que se encontram em algum momento de descontração e lazer, promovidos pelo prefeito Lula Sampaio, a reeleição já é um assunto em destaque e segundo alguns aliados mais próximos, o prefeito diz que já está em campanha e não abre nem para um TREm.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Presidência da Câmara de Araripina, um mar de indefinições.

A bancada de oposição ainda não entrou em um acordo em torno de um nome para a presidência da Câmara de Vereadores de Araripina, inicialmente cogitou-se sem maiores problemas o nome do vereador João Dias (foto), que teria o aval do ainda deputado Emanuel Bringel, líder maior da oposição e de toda a bancada.
Mas com o passar dos dias e com a divulgação do nome de João para toda a população, os aliados mais próximos do vereador Severino Lacerda (foto) manifestaram-se contra e não concordaram de jeito nenhum com o nome escolhido pela oposição, segundo o próprio vereador Severino, sua família e aliados importantes como Tião do Gesso e Geraldo, também empresário da industria gesseira, não aceitam de forma alguma em Severino apoiar a candidatura de João porque entendem que a vez é mesmo de Severino e ele não pode abrir mão, devido João já ter sido uma vez presidente. 

Devido a essa falta de entendimento, os oposicionistas não falam a mesma língua. João Dias justifica que tem o voto de Maria Augusta e as chances de ser eleito é dele, além disso, comentam nos bastidores da câmara que existe um acordo que foi arquitetado por Bringel, dizendo que João apoiou o deputado nas ultimas eleições na tentativa frustrada de se reeleger, em troca do apoio da bancada da oposição à candidatura de João para a presidência da câmara. Isto não está acontecendo devido Severino achar que a vez é dele.
Segundo uma fonte bastante confiável, o próprio deputado Bringel (foto) já admite a dificuldade de conseguir garantir a eleição de João devido a rebeldia de Severino e fala de um plano “B” incluído o nome de Severino como o candidato da oposição, porque sendo Severino o candidato, eles não precisariam nem mesmo do voto da vereadora Maria Augusta porque teriam 5 votos contra 5 da situação e nesse caso o critério utilizado de desempate seria o mais velho e nesse caso seria Severino Lacerda. Se for ver dessa forma a eleição da câmara de Vereadores começa a se definir.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

PMDB com fome de poder é uma ameaça ao governo de Dilma.

O vice – presidente eleito Michel Temer é mesmo um faminto por poder, isso todo mundo sabe, antes mesmo de assumir o cargo já tenta articular um plano para criar a super aliança partidária para ter poder de escolher os ministérios e os cargos de primeiro escalão para os partidos que compõem o grande bloco, claro que os melhores para o PMDB né.

O PMDB não quer apenas manter, no governo Dilma Rousseff, o mesmo número de ministérios da administração passada — apesar do crescimento de praticamente todos os partidos da base do governo, o que significa que o PMDB deveria abrir mais espaço para os aliados.

Neste início de negociações para o preenchimento de cargos do futuro governo, os peemedebistas disseram que também querem, no segundo escalão, ocupar posições de maior importância do que vinham assumindo.
Por exemplo: o presidente do PMDB, Michel Temer, informou ao presidente do PT, José Eduardo Dutra, que os peemedebistas querem o comando de Itaipu Binacional.

Trata-se da jóia da coroa. O diretor-geral brasileiro da estatal, Jorge Samek, é amigo pessoal do presidente Lula. E a futura presidenta, Dilma Rousseff, vem exatamente da área de energia; está de olho em Itaipu.

A fome de poder do PMDB não tem limites. Um partido que já é muito grande, mas que poderá vir a se tornar maior ainda, caso venha a ocorrer à fusão entre peemedebistas e demos. O que é pouco provável, haja vista, o Partido dos Trabalhadores (PT) se sentir ameaçado com o 'gigantismo' do seu principal parceiro, que se crescer mais ainda, passará a lhe ameaçar diretamente, o que forçará os petistas a jogarem contra essa fusão.

Falso médico é flagrado em Exú-PE.


Uma operação conjunta entre o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) e o Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), com apoio da Polícia Federal de Salgueiro, flagrou, na manhã desta quarta-feira (17), um falso médico em plena atividade no Hospital Municipal José Pinto Saraiva, no município de Exu.

De acordo com a assessoria de comunicação do Cremepe, Anestaldo Costalonga de Souza, de 32 anos, foi autuado por exercício ilegal da medicina ao ser flagrado na unidade com carimbos de médico, apesar de não possuir número de registro no Cremepe. O acusado foi levado à delegacia da polícia do município.

A esposa de Anestaldo, a médica Eliandra dos Santos Aquino, que também estava no hospital, será investigada pelo Cremepe por facilitar o exercício ilegal da medicina, o que constitui infração ao Código de Ética Médica.

O Cremepe abrirá sindicância para investigar o caso. O relatório da fiscalização também será enviado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) para saber se houve uso de verbas públicas para favorecer crime.

Foto: Fiscalização/Cremepe

Por Elba Galindo

Nunes Rafael é candidato a prefeito e só abre para Valmir Filho.

 
Em uma conversa rápida com um dos colaboradores do CASA DE ABELHA, o ex-vereador, empresário e presidente do PHS, Nunes Rafael mais uma vez manifesta a sua disposição em pleitear uma pré-candidatura a prefeito de Araripina nas próximas eleições que acontecerão em 2012.
Está com o diretório do partido organizado e garante a seus familiares, partidários e amigos que o objetivo é lançar-se candidato a prefeito, porém se o médico Valmir Filho conseguir viabilizar sua candidatura, ele abre mão do seu projeto para juntar-se ao de Valmir Filho.

A conversa foi rápida e o Blogueiro quis saber sobre o que Nunes achava da intenção do ainda deputado Bringel que também já trabalha, mesmo que de forma silenciosa, a sua pré-candidatura a prefeito de Araripina? Nunes foi rápido e objetivo: “Ele que saia, eu só não serei candidato, se Valmir Filho for, caso Valmir não seja, eu serei!” Deixando bem claro suas pretensões.



quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Daniel Coelho quer o PV como ''projeto coletivo'' e não apenas de Sérgio Xavier.

Segundo deputado estadual mais votado no Recife, nas últimas eleições, o vereador Daniel Coelho (PV) está sinalizando que vai iniciar uma briga interna com Sérgio Xavier para assumir o controle do partido.
Para ele, que teve 47.533 votos como candidato a deputado, ante 86.543 de Sérgio Xavier como candidato a governador, está claro que o partido poderia ter tido um melhor desempenho em Pernambuco, nas últimas eleições, se todos tivessem trabalhado em função de um “projeto coletivo” e não “individual”.


A luta para assumir o controle do partido será iniciada a partir de agora quando Daniel já considera internamente a possibilidade de lançar-se candidato a prefeito do Recife em 2012.

A surpresa do PMDB na Câmara: forma um super-bloco parlamentar.

Aliança tem 5 partidos e 202 deputados: visa a presidência da Casa e apóia Dilma.
A surpresa política atingiu até o novo governo: PMDB, PR, PP, PTB e PSC fecharam um acordo na Câmara para formar um bloco partidário: ele terá 202 deputados. O PT, principal aliado do PMDB, deverá ser ouvido a respeito, mas não integra o bloco, pelo menos até agora. A estratégia do líder Henrique Eduardo Alves, do PMDB, é ganhar força na corrida pela presidência da Câmara. E ele mesmo revela o objetivo perseguido: "Vamos atuar sempre em conjunto, para ajudar a Dilma. Vamos estar sempre alinhados aqui na Câmara e fora".



Ele diz, a propósito, que o bloco é aliado do PT e não dará um passo antes de ouvir a presidente eleita, Dilma Rousseff. E ainda garantiu que não haverá confrontos na base aliada. A estratégia do líder Henrique Eduardo Alves, do PMDB, no entanto parece ser a de isolar os petistas e ganhar força na corrida pela presidência da Câmara no ano que vem. "Vamos atuar sempre em conjunto, para ajudar a Dilma. Vamos estar sempre alinhados aqui na Câmara e fora", disse Henrique Alves, que é candidato à presidência da Casa. A questão, porém, não está encerrada, pois o PT também aspira o cargo. E tem nomes potenciais para concorrer: Cândido Vaccarezza, Marco Maia, João Paulo Cunha e Arindo Chinaglia.


Versão

Henrique Alves, porém, fez questão de dizer que a formação do bloco na Câmara não é uma estratégia contra o PT. "Não é uma atitude de confronto nem de conflito. Vamos esperar o que o PT vai fazer. Esse é apenas o primeiro passo. Poderemos dar o segundo junto com eles", disse o deputado do PMDB. E garante que “o objetivo é o entendimento..."

Foco

O líder do PMDB não comentou as indicações de nomes para a sucessão da Presidência da Câmara, muito embora o próprio Henrique Eduardo Alves tenha sido indicado pelo seu partido para o cargo. O presidente do PT, José Eduardo Dutra, reduziu o risco de “racha” na base aliada, após o PMDB ter formado um bloco com o PP, PR, PTB e PSC. Dutra diz que a presidente eleita, Dilma Rousseff, vai trabalhar para manter a unidade da base e para ele, “movimentações de partidos são naturais”. A formação de bloco tem mais a ver com a divisão de forças na Câmara e no Senado do que com a definição dos assuntos do Executivo. E observou que conversa com todos líderes, independente de blocos, porque eles dizem respeito à ocupação de espaços no Parlamento: “Não significa necessariamente que a definição de assuntos do Executivo passe por esses blocos”.

PT não quer disputa

Dutra afirmou ainda que o PT mantém a posição de não criar uma disputa interna com o PMDB para as eleições das mesas da Câmara e do Senado. Além da expectativa na Câmara, há também problemas sobre a presidência do Senado. O PT quer incluí-lo nesse entendimento, mas o PMDB não concorda. Até agora pelo menos.

Mais tempo

Uma portaria publicada no Diário Oficial da União prorroga por mais 20 dias o prazo para que a comissão, instaurada com o objetivo de apurar o suposto tráfico de influência na Casa Civil, conclua os trabalhos. O prazo terminaria ontem. A portaria estabelecia que a apuração deveria ser concluída em 30 dias. No dia 18 de outubro, outra portaria prorrogou o prazo por mais 30 dias e agora um novo documento fixa mais 20 dias.

Reforma política

O presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, abriu o seminário Reforma Política - Um Projeto Para o Brasil. O encontro será encerrado com a elaboração de um documento contendo as propostas da entidade para a reforma política, a ser encaminhado à presidenta eleita, Dilma Rousseff, e às presidências da Câmara dos Deputados e do Senado.

Hoje devem participar dos debates os ministros do STF, Carlos Ayres Britto e Ricardo Lewandowski. O seminário marca os 80 anos de fundação da OAB.


Por Carlos Fehlberg

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Oposição (PSDB e DEM) debate a próxima sucessão



No DEM, proposta é de candidato próprio e no PSDB opções envolvem Aécio Neves.

Pode ser muito cedo, mas já existem algumas avaliações internas nos partidos de oposição sobre o futuro. O PSDB vindo de derrotas sucessivas para a Presidência, Geraldo Alckmin em 2006 e José Serra em 2002 e 2010, já avalia (ainda que preliminar e informalmente) o caminho e a liderança a ser preparada para a próxima disputa eleitoral. Será a vez de Aécio Neves que dispondo de um mandato de oito anos como senador poderia correr riscos? Mas há quem no Partido defenda uma ação mais profunda.

O ex-presidente Fernando Henrique, por exemplo, tem se queixado sobre a ausência das conquistas de seus oito anos no debate da campanha, Aécio também se ressente por sua proposta de prévia ter sido abandonada logo no início da campanha e as ausências de algumas destacadas figuras no Congresso, especialmente no Senado, na próxima legislatura, também pesam no exame do futuro tucano. Artur Virgílio e Tasso Jereissati, dois dos mais combativos críticos do governo Lula, não voltam. Eles teriam sido visados pelos adversários na última campanha e não se reelegeram.

O Senado, principal reduto oposicionista em função destes dois senadores e outros, não será o mesmo no período Dilma. Dados como estes estarão influindo e a oposição admite que o adversário se fortaleceu e reduziu o campo de ação dos adversários.

E no DEM, também.



A sugestão de incorporação do Democratas ao PMDB, atribuída ao prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, não evoluiu, mas gerou repercussão interna, gerando reflexões. O presidente do DEM, Rodrigo Maia, e o ex-prefeito Cesar Maia, apostam na unificação do partido com o projeto de fortalecê-lo, deixando o papel de linha auxiliar para construir candidatura própria à Presidência em 2014. “Essa hipotética proposta (de Kassab) não existe mais. Até ele agora é contra", diz Cesar Maia: "Hoje, ninguém no DEM defende fusão com o PMDB. Nem no PMDB, segundo se diz."


O presidente de DEM e deputado reeleito Rodrigo Maia falou com o prefeito de São Paulo, que entendeu a inviabilidade da fusão com o PMDB. "Ele reconheceu que essa posição, no momento, não tem apoio no partido. Mas compreendeu que esse é o momento de refazer a unidade e pensar no futuro", disse o deputado. As conversas alinharam à proposta de fortalecimento ideológico, descolamento do PSDB e candidatura própria em 2014, cogitando-se até mesmo de nomes como o do senador José Agripino, reeleito. O ex-prefeito Cesar Maia define a estratégia do DEM: "Reforçar sua coluna vertebral conservadora. Isso é que será feito.”

Código Eleitoral

Datado de 1965, o Código Eleitoral Brasileiro vai sofrer uma reforma que prevê atualizá-lo e torná-lo ágil. Uma comissão de juristas indicada pelo Senado trabalha, desde junho, para mudar o código por leis ordinárias, sem alterar a Constituição. Até meados de dezembro, a comissão, presidida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, José Antonio Dias Toffoli, deverá apresentar um anteprojeto ao Legislativo.

Entre os temas em discussão, segundo o presidente do TRE de São Paulo, Walter de Almeida Guilherme, que integra a comissão, estão a criação de mecanismos para acelerar decisões judiciais, unificar recursos e estabelecer novas formas de prestação de contas e divulgação de pesquisas eleitorais. "Sem dúvida, o Código precisa ser atualizado. Todos concordamos que ele está absolutamente defasado", afirmou.

O ministro Dias Toffoli destacou que há consenso, também, em estabelecer um teto de gastos para campanhas eleitorais. A comissão não vai discutirá temas como voto distrital e em listas, fidelidade partidária e formas de inelegibilidade, por serem temas de uma reforma política.

Lembrar-se de agradecer o apoio dos aliados é uma atividade de fundamental importância

É preciso sempre agradecer os apoios recebidos durante a campanha.

Este é o tipo de compromisso que vai sendo deixado para depois e que acaba não sendo cumprido. É um erro tanto no caso do candidato que perdeu a eleição como no caso daquele que a venceu.

Tudo conspira para que o compromisso não seja cumprido. É o comitê de campanha que foi desativado, os registros com nomes que foram arquivados e não se sabe onde estão, a secretária que sabe de tudo, mas que saiu de férias e tantos outros argumentos reais que complicam a execução de uma tarefa que devia ser simples.

Muitos acreditam que o agradecimento geral que fizeram após a divulgação dos resultados, na sua entrevista ou declaração, é mais que suficiente. Não é.

Este agradecimento integra o protocolo do pronunciamento e não possui aquele traço de pessoalidade que ligou o candidato ao seu apoiador durante a campanha. O candidato que perde a eleição, frustrado e insatisfeito, tem poucos incentivos psicológicos para pensar nos que o apoiaram. Ele está demasiado ocupado em pensar em si mesmo, na sua derrota, nos seus problemas e no seu futuro, para pensar nos outros. Às voltas com dívidas de campanha, com problemas legais, com a tarefa de finalizar sua contabilidade, resta-lhe muito pouca disposição para executar este último gesto de candidato.

Agradecer apoios equivale a reconstituir, de alguma forma, a experiência de campanha, em relação à qual, no curto prazo, ele desenvolveu uma marcada resistência. Não obstante, todas estas compreensíveis razões, ele deve fazer os agradecimentos pessoais, e o mais breve possível.

O candidato derrotado não pode esquecer que seus apoiadores e auxiliares também se sentem derrotados, também se sentem frustrados e insatisfeitos, e que, como ele, gostariam de receber algum conforto e algum reconhecimento. Ocorre que, no caso dos auxiliares e apoiadores, este conforto e reconhecimento somente pode vir dele.

Eles precisam saber que seu trabalho foi apreciado, seu empenho valorizado, e que o candidato, mesmo perdendo, se sente em dívida para com eles. Eles também precisam entender que na política nenhuma vitória é definitiva assim como nenhuma derrota. Apesar do esforço adicional exigido, num momento difícil, faça o seu agradecimento. A própria menção de que no seu momento mais difícil você lembrou deles e foi capaz de reconhecer o trabalho que fizeram e agradecer-lhes criará um vínculo emocional de solidariedade e admiração que sobreviverá à derrota.



Por carta, telefone, ou pessoalmente aproveite para agradecer os apoios recebidos.

Por carta, telefone, ou pessoalmente, conforme o caso, não deixe pois de agradecer seus auxiliares, seus assessores, seus cabos eleitorais e apoiadores. Eles estarão ao seu lado na próxima eleição.

Já o candidato que vence a eleição tem outras razões para protelar o agradecimento, e, em muitos casos, deixar de fazê-lo. São os inúmeros compromissos que decorrem da eleição: a montagem da equipe, a demanda da imprensa, audiências solicitadas por políticos, viagens, reuniões de preparação do novo governo (executivo), os estudos que deve fazer, discursos que tem que preparar e pronunciar etc. Apesar de tudo, ele deve também fazer seu agradecimento pessoal.

Candidatos eleitos para postos executivos costumam pensar que os agradecimentos genéricos, feitos nas várias entrevistas dadas à mídia, são suficientes. Repito que não são. Os eleitores que foram contatados pessoalmente para a campanha precisam ser novamente procurados para receber o agradecimento do vitorioso.

A reação do eleitor que trabalhou pelo candidato, e que não viu seu trabalho reconhecido, é sempre a mesma: "Bom, agora que ele está eleito com os nossos votos não precisa mais de nós, e se esqueceu de nós". Este sentimento não lhe retira o mandato, mas firma uma reputação de interesseiro, ingrato, salto alto e antipático, que seguramente lhe será prejudicial numa próxima eleição.

Candidatos ao Legislativo, vitoriosos na eleição, não tendo a mesma carga de compromissos que o candidato vitorioso ao Executivo possui, realizam esta tarefa de agradecimento com mais facilidade e disposição. É comum que a primeira tarefa do legislador eleito seja a de visitar seus redutos para agradecer o apoio e para consolidar sua posição política.

Quem não pensou em fazer isto, que o faça. Por mais razões que você possua, na condição de vencedor ou de derrotado, não deixe de agradecer aqueles que o apoiaram. É uma tarefa necessária, simples, justa, simpática e politicamente benéfica.


Por Fernando Ferraz

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Deputados que não renovaram o mandato estão de olho em prefeituras.

Por enquanto, já são oito os deputados que não renovaram o mandato querendo disputar a prefeitura de suas cidades em 2012. Ei-los:
1- Miram Lacerda (DEM) será candidata em Caruaru.

2- Emanuel Bringel (PSDB) será candidato em Araripina.

3- Esmeraldo Santos (PR) será candidato em São Caetano.
4- Marcos Barreto (PMN) será candidato em Palmares ou em Joaquim Nabuco.
5- Lucrécio Gomes (PV) será candidato em Escada.
6- Isabel Cristina (PT) será candidata em Petrolina.
7- Sebastião Rufino (PSB) será candidato em Bom Jardim.
8- Nélson Pereira (PCdoB) será candidato em Mirandiba.

Portanto se existe alguém que pretende ser candidato a prefeito de Araripina com o apoio de Bringel, é bom tirar o cavalo da chuva.

Publicado no Blog de Inaldo Sampaio.

domingo, 14 de novembro de 2010

FACULDADE LEÃO SAMPAIO LANÇA CURSO DE ODONTOLOGIA EM JUAZEIRO DO NORTE – CE


A Faculdade Leão Sampaio lançou no ultimo dia 11/11 na cidade de Juazeiro do Norte-CE, o Curso de Odontologia. O Curso foi avaliado recentemente acima da média nacional do MEC, ficando com o conceito 5 (nota máxima), conforme levantamento sobre o desempenho das instituições de Ensino Superior no Brasil realizado pelo Ministério da Educação – MEC.

O evento contou com a participação de várias autoridades do Estado do Ceará – Prefeitos, Deputados e do Governador Cid Gomes (PSB) – além dos profissionais atuantes na área da saúde, professores da instituição e convidados de regiões circunvizinhas. Foi registrada a presença das diretoras da WEJ CONSULTORIA E ENSINO, entidade parceira da Leão Sampaio, que se disponibilizou a divulgar cursos e realizar na Região do Araripe, o VESTIBULAR 2011.1 no município de Araripina – PE.

Ação esta que em pouco tempo está alcançando seu objetivo, contando já com mais de 100 inscritos para o processo seletivo. O diretor presidente da instituição, Prof. Jaime Romero de Souza, junto ao diretor administrativo/Financeiro, Deoclécio Said, Diretora Acadêmica Profª. Sandra Figueiredo e Diretor de Marketing Prof. Luiz Geraldo manifestaram gratidão pelo apoio dado no plano de expansão da Faculdade Leão Sampaio, na Região do Araripe a Profª Eva Oliveira (Diretora Pedagógica da WEJ Consultoria) e José Carlos (Diretor Presidente do Sistema Grande Serra de Comunicação).

O Prof. Jaime Romero apontou ainda que foi um desafio construir uma nova sede para a Faculdade Leão Sampaio, e agradeceu ao ex-prefeito por sempre incentivar a abertura de novos cursos e apoio dado ao desenvolvimento da Faculdade Leão Sampaio. Na área de 40 mil metros já foram construídos: bloco administrativo, blocos para os laboratórios, um grande bloco de salas de aula e está sendo construído outro bloco de 12 salas e a clínica escola com 8,8 mil metros quadrados. São 86 consultórios, dois setores de radiologia, salas cirúrgicas, salas de próteses e ambiente para pessoas portadoras de necessidades especiais.

O VESTIBULAR 2011.1 será no dia 4 de dezembro em Araripina-PE, com início de aulas quase imediato. Quanto ao curso de Odontologia foi informado que começa com 200 vagas em três turnos e ocupará um andar inteiro do prédio, Faculdade Leão Sampaio de Juazeiro do Norte, na unidade da Lagoa Seca. Além do Curso de Odontologia a Faculdade Leão Sampaio está ganhando ainda os cursos de Gestão Comercial e de Gestão de Segurança no Trabalho. Estes se juntaram aos de Administração, Enfermagem, Serviço Social, Ciências Contábeis, Fisioterapia, Educação Física, Biomedicina, Psicologia, Gestão de Recursos Humanos e Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Informática).

Venha fazer parte desta equipe de sucesso você também! Faculdade Leão Sampaio – Porque o futuro é coisa séria.

Programa Rádio On-Line estréia na Arari FM com sucesso e grande participação do publico ouvinte.


Produzido e apresentado por Ramon Fialho e Portnalli, o Programa Rádio Online, vai trazer todas as semanas programação variada, incluindo lançamentos, raridades, curiosidades, nomes da musica nacional e internacional.

Apesar do nervosismo da estréia os meninos, Ramon Fialho e Portnalli conseguiram segurar as emoções e fazer um programa totalmente interativo com o publico. Dentro das importantes participações tiveram o mestre, Martinho Filho que deu total segurança aos garotos, teve a participação do Secretario de Cultura de Araripina, Geonaldes Pepeta, além de Paulo de Zé de Senhor, Genival da Vila e grande publico pelo Twinter e Orkut.

O programa já tem parceiros importantes como o Studio Seven que é responsável por toda sonoplastia do programa, e a Faculdade Leão Sampaio que esta entrando na região do Araripe com força total e investindo com bastante inteligência em mídia.

Portanto não percam, Programa Rádio Online, todos os sábados na Arari FM e no www.ararifm.com.br a partir das 15 horas.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Vereador João Dias muito inocente, caiu na lábia de Bringel e agora ver a presidência da Câmara cada vez mais distante do seu poder.

O vereador João Dias (foto) começa a perceber que foi engabelado pelo deputado Bringel, quando através de um acordo, aceitou apoiar o deputado na sua campanha a reeleição, em troca, Bringel e toda bancada de oposição trabalhariam para eleger João Dias presidente da Câmara de Araripina pela segunda vez. Um acordo sedutor e irresistível, se fosse verdade.

João acaba de sofrer uma rasteira do rebelde vereador Severino Lacerda, que após consultar alguns dos seus principais aliados políticos, diz que não vota de jeito nenhum em João, caso fizesse isso, se queimaria com aliados importantes.

No fundo, no intimo da sua consciência, Bringel (foto) sabia que Severino, só concordaria com aquele acordo momentaneamente, agora que passou as eleições, Bringel saiu derrotado e não tem nenhum papel assinado, Severino não tem porque cumprir nenhum acordo de Bringel não e pelo visto, o ainda deputado, vai acompanhar o desenrolar dessa bola de arame, lá do seu apartamento de r$600 mil reais que fica de frente para o mar lá na capital. Enquanto para João Dias, que esse triste episódio, sirva para amadurecer e prestar mais atenção no tapete que pisa.

Vereador Severino Lacerda também pode ser presidente da Câmara de Vereadores, mas a oposição não quer.

Eleição para presidente da Câmara de Vereadores, sempre é repleta de indefinições e surpresas de ultima hora. O vereador Severino Lacerda (foto), bate o pé e diz que é candidato, não quer de jeito nenhum votar em João Dias, por inúmeros motivos, João já foi presidente logo no seu primeiro mandato, e já quer novamente no segundo, nunca na historia da Câmara, nenhum vereador foi 02 vezes presidente da Casa. Severino lembra que o ex-vereador Salomão da Rancharia foi 20 anos vereador e só foi presidente da Câmara uma vez. Seria muita prepotência de João Dias em querer ser novamente presidente da Câmara. “Ele deve ter humildade, pensar no grupo e mesmo não votando em mim, que vote em um que ainda não foi presidente” orienta Severino.

Severino até tem razão por um motivo e por outro, o problema é que ele não sabe, mas a própria Oposição, da qual ele faz parte, não se une em torno do seu nome, a Oposição não tem interesse em conquistar a presidência da Câmara através de Severino por um simples detalhe, argumentam que iriam fortalecer era mesmo o médico Valmir Filho, candidato natural de Severino a prefeito de Araripina, por ter laços familiares, de respeito e uma extrema afinidade com o jovem médico.


Apesar dos discursos públicos, aonde a oposição manifesta que Valmir Filho será o candidato a prefeito com o apoio nato do seu líder maior, Emanuel Bringel, na realidade a conversa é outra, nem Bringel e nem os vereadores de oposição querem que Severino seja o chefe do Poder Legislativo, temendo que Valmir Filho crie asas e inicie um projeto de ser o candidato da oposição contra o prefeito Lula em 2012, sem depender muito desse inseguro apoio do ainda deputado Bringel. É justamente baseada nesses fatos que a oposição não se une em torno da candidatura de Severino.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Ituiutaba enfrentará a equipe do ABC na Decisão do Brasileiro da série C.

Goleiro pega dois pênaltis, Ituiutaba vence o Criciúma e está na decisão, André Luiz defende cobranças de Roni e Lucca. Time mineiro disputará o título da Série C contra o ABC, que venceu o Salgueiro-PE


Por GLOBOESPORTE.COM Uberlândia, MG

Jogadores disputam a bola durante a semifinal na
cidade de Uberlândia (Foto: Site oficial do Criciúma)

O Ituiutaba está na final da Série C do Campeonato Brasileiro. Em uma partida emocionante, o time mineiro venceu o Criciúma, nos pênaltis (4 a 2), na manhã deste domingo, no Parque do Sabiá, e se garantiu na decisão. Grande destaque da semifinal, o goleiro André Luiz defendeu duas penalidades (Roni e Lucca) e foi fundamental para a classificação da equipe. No tempo normal, o jogo acabou empatado em 1 a 1.

Os gols da partida só aconteceram no segundo tempo. Logo aos cinco minutos, Peri aproveitou um lançamento e tocou na saída do goleiro para abrir o placar. O empate do Criciúma, que levou o jogo para a decisão nos pênaltis, ocorreu aos 39. Após cruzamento na área, Lincom testou e a bola bateu no travessão. No rebote, Lucca conseguiu finalizar e igualar tudo.

Na final da Série C do Campeonato Brasileiro, o Ituiutaba enfrentará a equipe do ABC, que eliminou o Salgueiro-PE por 2 a 0, na tarde deste sábado. Mesmo ausentes da decisão, Salgueiro-PE e Criciúma também estão garantidos na Série B de 2011.

Ficha do jogo:
Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma
Árbitro: Rodrigo Braghetto-SP
Assistentes: Giovani Cesar Canziam-SP e Servio Antonio Bucioli-SP
Cartões Amarelos: Reinaldo, Rogélio e Fábio Santana (Criciúma); Dê, Totonho e Claudinei (Ituiutaba)
Gols: Lincom aos 20’/2T (Criciúma); Totonho aos 42’/2T (Ituiutaba)

Ituiutaba

Luiz Henrique; Totonho, Ferron, Cleber Carioca e Cláudio (Flávio); Claudinei, Olívio, Dê e Uallisson Mineiro (Gilsinho); Sharlei (Fabiano) e Peri
Técnico: Nedo Xavier

Criciúma

Agenor; Fábio Santana, Nino, Rogélio e Reinaldo; Mika, Charles Vagner, Lucca (Diego Filipe) e Diogo Oliveira (Têti); Marcos Denner (Lincom) e Lins.
Técnico: Argel Fucks

MEC prevê que quase 2 mil terão direito a refazer o Enem



A assessoria do Ministério da Educação (MEC) informou na manhã desta segunda-feira (8) que prevê que cerca de 2 mil pessoas tenham direito a refazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), devido a erros na impressão de cadernos de prova amarelos. Segundo o MEC, o exame deve ser reaplicado para essas pessoas entre o fim de novembro e o começo de dezembro de 2010.

De acordo com informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), um lote inferior a 1% do total das provas do caderno amarelo teve problemas na impressão. Dos estudantes que receberam essas provas, a grande maioria teria recebido um novo exemplar do caderno de questões ainda durante a realização do exame. O Inep informou que a minoria desses estudantes não teve o caderno substituído ou se recusou a substituir a prova.

Estudantes que fizeram a prova amarela do Enem neste sábado (6) reclamaram de vários problemas, como a falta de algumas questões, a duplicação de outras e questões diferentes com a mesma numeração. Além disso, havia perguntas da prova branca misturadas no meio do caderno.

O MEC informou que, devido aos problemas com o Enem, o ministro Fernando Haddad desistiu de fazer a viagem que estava programada para esta semana em Moçambique, na qual acompanharia o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula embarcou para Maputo, capital de Moçambique, na manhã desta segunda.

O Inep deve receber ainda nesta segunda-feira o relatório de aplicação das provas, que indicará possíveis prejudicados no exame, realizado no último final de semana.

Cartão de respostas

O presidente do Inep, Joaquim José Soares Neto disse neste domingo (7) que o órgão vai abrir na quarta-feira (10) uma página na internet para reclamações de estudantes que se sentiram prejudicados com os erros no caderno de respostas do primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O espaço funcionará até o dia 16.

No sábado, no caderno de questões, os primeiros 45 itens eram de ciências humanas e suas tecnologias e os outros 45, de ciências da natureza e suas tecnologias. No caderno de respostas, o primeiro subtítulo, referente às primeiras 45 respostas, era de ciências natureza. E, depois, havia o anúncio das respostas de ciências humanas. As informações são do G1.

sábado, 6 de novembro de 2010

No que depender da vereadora Maria Augusta, o futuro presidente da Câmara de Vereadores será novamente João Dias.


Vereadora mais votada nas ultimas eleições municipais, Maria Augusta (foto) goza de um enorme prestigio tanto na situação da qual faz parte, como da oposição. Em conversa com um dos colaboradores do blog CASA de ABELHA, ela afirma que não será mais candidata a vereadora porque pretende se candidatar a prefeita, que é um sonho antigo.

Na eleição para escolher o novo presidente da Câmara, Maria já declarou publicamente que votará no vereador João Dias, pois foi o primeiro que lhe procurou e na época que João foi presidente ela criou uma enorme afinidade com ele. Segundo Maria, João será mesmo o presidente porque já tem 05 votos: O dela 01, o de Zé Bolacha 02, o de Edvaldo 03, o de Luciano Capitão 04, e com o dele soma 05 votos, ou seja, a maioria. Severino candidato só teria o dele mesmo, e a situação, mesmo lançando um candidato só teria 04 votos, João Dias com os 05 votos seria de novo o presidente da Câmara.

Maria alerta que o próximo presidente vai pegar uma bomba chiando porque vai ter que enfrentar uma CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito, uma investigação conduzida pelo Poder Legislativo, que transformará a própria casa parlamentar em comissão para ouvir depoimentos e tomar informações diretamente, atendendo aos reclamos do povo contra o Poder Executivo. Segundo ela, será um enorme desgaste para o presidente da Câmara que terá que descascar um abacaxi desses, criará inimigos e alimentará o ódio nos investigados.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Vereador João Dias pode voltar a ser presidente da Câmara Municipal de Araripina.


Devido um "Acordo" estabelecido durante o período eleitoral que se passou, articulado pelo deputado estadual não eleito, Emanuel Bringel e com o aval de toda bancada de oposição em Araripina, o vereador João Dias (foto), que foi eleito no palanque da oposição em 2008, foi para a situação em 2009, e com a promessa de Bringel e dos vereadores, que seria de novo presidente da Câmara, retornou para a oposição agora em 2010.


O Acordo

Seria que, caso João Dias apoiasse o deputado Bringel na sua campanha à reeleição, toda a bancada de oposição que é composta pelos vereadores: Zé Bolacha (PSDB), Luciano Capitão (PSL), Francisco Edvaldo (PR) e Severino Lacerda (PV) votariam nele na eleição para presidente da Câmara de Araripina, com esses 04 votos mais o dele, faria 05 votos. Como fazia parte do acordo que para ele ser de novo presidente teria que conseguir pelo menos um voto da situação, João Dias não perdeu tempo e foi direto ao encontro da vereadora Maria Augusta pedir o seu voto, e conseguiu com que Maria garantisse que seu voto seria dele. Maria já foi presidente da Câmara com o voto de João e João com o de Maria. Pronto, agora João soma 06 votos e não tem quem tome dele.

Surge um pequeno problema chamado Severino Lacerda.

Apesar de Severino ter concordado com o “Acordo” na época da campanha de Bringel, agora a história é outra. Severino tem uma magoa de João Dias que ainda não foi cicatrizada, tudo começou na eleição da atual mesa diretora da Câmara, em meados de Janeiro de 2009 que estava empatada, 05 votos da Situação a 05 votos da Oposição, o critério de desempate seria por idade, o mais velho seria o presidente, Severino Lacerda era o mais velho e evidentemente seria o presidente. O detalhe foi que o mesmo João Dias que foi eleito no palanque da oposição votou no candidato da situação, o atual presidente Leonardo Batista e a frustração pegou Severino de surpresa. Fica no ar a pergunta: Será que Severino Lacerda esquecerá o passado e vai votar em João Dias para novamente ser presidente da Casa Joaquim Pereira Lima? Ou novamente será candidato, nem que seja para tirar somente o seu voto? Muitas águas ainda vão rolar... Vamos aguardar...

Não tem quem saiba o nome do próximo presidente da Câmara de Vereadores de Araripina.


A briga vai ser feia e até o exato momento é quase impossível falar com clareza quem será o novo presidente da Câmara de Vereadores de Araripina por ser uma eleição que apesar de alguns dos nobres vereadores declarar voto a Fulano e a Beltrano, na hora de votar para valer mesmo, esse voto vai para um que ninguém imaginava.

O que podemos afirmar até o momento é que João Dias é candidato porque ouvimos nos corredores da própria Câmara que ele é, tem os votos da Oposição e pode conquistar votos na Situação por ter votado no atual presidente Leonardo Batista. João já foi presidente e foi na sua gestão que a Câmara ganhou um prédio próprio. É um parlamentar que tem uma comunicação harmoniosa com o Poder Executivo, um bom relacionamento com o prefeito e não causaria maiores problemas a gestão Lula Sampaio.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Aqui estar o Programa de rádio que você procura para anunciar.


Programa Rádio Online

O Programa Rádio Online, acreditando na capacidade única do meio Rádio de falar diretamente "ao pé do ouvido" do consumidor, apresenta sua proposta para você anunciar.

Pretendemos utilizar além do rádio tradicional, também a internet para aproximar comunicadores, anunciantes e ouvintes, facilitando o fluxo de informação para resultar em bons negócios.

O primeiro programa vai ao ar no próximo dia 13 de Novembro com 02 duas horas de duração, das 15h até as 17h, apresentado por Ramon Fialho e Portnalli na Arari FM e www.ararifm.com.br. Os anunciantes interessados em anunciar, encontrarão no Radio Online os ouvintes consumidores do tamanho da necessidade de sua comunicação. Entre rapidamente em contato com os departamentos responsáveis e seja um anunciante parceiro do mais novo programa de rádio e da Internet.

Para anunciar, utilize os contatos abaixo. Especifique sua opção desejada de comunicação e aguarde o resultado.

  • Portnalli (87) 9117-4475 / 81-9804-0584
  • Ramon Fialho (87)- 9118-6709 / 87-9657-1221

Anuncie no Programa Rádio Online e tenha bons resultados!

Um programa dinâmico, com notícias em primeira mão sobre assuntos que repercutem entre jovens, comerciantes, empresários, políticos e a grande massa em geral. O programa é transmitido todos os Sábados das 15h até às 17h pela rádio Arari FM que ocupa o primeiro lugar em audiência em toda a região e na Internet.

A derrota é o começo da nova campanha.


A maneira como o político lida com a derrota indica se ele possui ou não as condições para seguir a carreira pública.

No primeiro momento, predominam os sentimentos de frustração, tristeza, desilusão e até de arrependimento por ter concorrido. Administrar a pós-eleição para quem foi derrotado, como é óbvio, será uma situação completamente diferente da administração da vitória. Se estes sentimentos persistirem e se cristalizarem, você por certo abandonará a carreira política. Não conseguir lidar com a derrota é o sinal incontestável de uma inadaptação às contingências inevitáveis da política.

Ninguém disputa eleição para perder. Mas também ninguém pode ter a pretensão de ganhar sempre. A maneira como o político lida com a derrota é pois, o sinal, o indicador claro, de que possui ou não as condições pessoais para a carreira política.
O profissional da carreira pública - o político - sofre tanto ou mais com a derrota como qualquer outra pessoa. Diferentemente delas, entretanto, não demora a se recompor e a redefinir o seu futuro em termos políticos.

A primeira tarefa com a qual se ocupar, no plano da análise e reflexão, após o período de "luto" pela derrota, é entender as razões da derrota. É óbvio que há outras tarefas que são, inclusive, prioritárias em relação a esta, mas são de natureza material - a liquidação da campanha - isto é, o pagamento de dívidas, a desativação da estrutura de campanha, a finalização da comprovação das despesas para o Tribunal Eleitoral, a resolução de pendências jurídicas etc.

Encaminhadas e resolvidas estas pendências de natureza mais material, passado o primeiro impacto emocional da derrota, surge então o momento adequado para entender as razões da derrota. Este momento não deve estar nem demasiado próximo da eleição (quando os sentimentos estão ainda muito vivos), nem demasiado distante dela. Dentro de um período de 2 a 3 meses após a eleição pode ser o momento adequado para este exercício.

Entender as razões da derrota

Antes de tudo, é preciso não confundir as reuniões de discussão para entender a derrota com reuniões destinadas a apontar culpados e responsáveis por ela. Este é o risco da reunião feita imediatamente após a eleição. Neste momento, o ânimo está ainda muito exaltado e tende-se a orientar a discussão no sentido da culpa. Em segundo lugar não se trata de uma reunião, e sim de uma sucessão de reuniões. Gastar-se-á tanto tempo para esta tarefa, quanto se gastou para conceber o posicionamento da candidatura e o seu foco.

Reuniões de discussão para entender a derrota, não podem se transformar em reuniões destinadas a apontar culpados.

Além disso, a seleção dos participantes é fundamental para o sucesso do empreendimento. Devem necessariamente participar das reuniões o pessoal de pesquisa, de estratégia, de publicidade, de agenda, de trabalho de campo, alguns cabos eleitorais especialmente escolhidos, a assessoria de imprensa e o coordenador geral.
Também o comando da reunião é decisivo para seu sucesso. Esta não é uma tarefa delegável. Incumbe ao candidato dirigir as reuniões, significando com sua presença ativa a importância que ele atribui a elas. A condução dos trabalhos deve incentivar a livre participação, dentro de regras de procedimento aceitas por todos. O que se deseja é a discussão, animada e até exaltada por vezes, desde que dentro de limites que assegurem sua eficiência e produtividade.

São discussões onde, forçosamente, as opiniões predominarão sobre os fatos e evidências - afinal, busca-se uma interpretação que é sempre um exercício da criatividade e especulação - mas, sempre que possível, deve-se buscar amparar as opiniões em fatos. Se ainda houver recursos disponíveis (ou possibilidade de captá-los), deve-se tentar realizar um survey ou, pelo menos, uma rodada de pesquisas qualitativas para colher informações de eleitores.

Deve-se também estudar comparativamente a publicidade do candidato vitorioso, seu material de campanha, confrontando-os com a sua. Este é um exercício que raramente é feito, mas que é de fundamental importância para entender as razões da derrota. Na maior parte das vezes, a razão da derrota encontra-se nas razões da vitória.

O resultado final desta tarefa deve ser uma explicação lógica e objetiva, não somente das razões gerais da derrota, mas sim a identificação itemizada de quando se errou, em que se errou, porque não se corrigiu o erro em tempo; quais foram as decisões entre alternativas cruciais que encaminharam a campanha para o erro; quais as estimativas não realistas que foram assumidas como certas; qual o papel que decisões imediatistas e emocionais tiveram; etc. Em outras palavras, esta auto-crítica precisa ser impiedosa e absolutamente verdadeira. Somente assim, se conseguirá explicar o porque da derrota, aprender com ela, e entender que "a derrota é o começo da nova campanha".

De calote em calote, Lula Sampaio vai consolidando o caos político e administrativo em Araripina.


“Eu vou entrar naquela prefeitura e vou quebrar os computadores que é para eles chamarem a policia e eu mandar prender é ele, esse prefeito ladrão” De uma proprietária de um conhecido hotel em Araripina que tem 20 mil reais para receber da prefeitura à meses.

O desastre que Araripina enfrenta em função da má gestão do prefeito Lula Sampaio encontra o seu ponto alto na prática contumaz do calote por parte da prefeitura, o que inclui o atraso sistemático no pagamento de grandes, médios, pequenos e micros fornecedores. Quando se trata de não honrar compromissos Lula Sampaio não discrimina ninguém. Justiça seja feita: de mamando a caducando todo mundo fica na mão, sem receber seus créditos em dia junto à prefeitura. Isto quando consegue receber ainda que atrasado!

Até os idosos estão sofrendo com a irresponsabilidade do prefeito, já vai entrar no 3º mês a falta de pagamento dos aposentados e pensionistas de Araripina. O fato estourou como uma bomba na Imprensa, mostrando o verdadeiro lado – o perverso – da propalada administração Lula Sampaio… Que prega uma coisa e faz o contrário. Agora, chegou a vez da empresa de lixo S&P, que realiza o recolhimento de lixo da cidade, e já é a 2ª contratada pela prefeitura para executar esse serviço. Devido ao atraso no repasse do pagamento, a empresa não tem condições de prosseguir com os serviços.

Resumo: Os moradores começam a demonstrar constrangimento com relação a atual administração que tenta justificar uma crise inexistente, pois tem feito altos investimentos em supérfluos e mordomias.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Paulo de Zé de Senhor não esconde de ninguém que será candidato a vereador em 2012.


Ainda sem partido político para ser candidato em 2012, Paulo de Zé de Senhor não está preocupado com isso porque ainda tem tempo suficiente para escolher bem um partido que reúna as condições para trabalhar sua campanha. Jamais abandonou seus redutos eleitorais, muito pelo contrario, amplia suas bases políticas constantemente.

Durante as eleições 2010 aonde foi um importante colaborador da campanha do médico Divannágoras que foi candidato a deputado estadual e obteve quase 6 mil votos em Araripina, sendo que Paulo teve uma participação fundamental durante toda a campanha tanto na parte de costurar os apoios a campanha como no corpo a corpo com os eleitores, gerando até uma ciumeira danada nos demais colaboradores e postulantes a uma candidatura a vereador em 2012 por ser o mais próximo a Divannágoras durante toda a campanha.

Quando exerceu o mandato de vereador, Paulo foi um dos vereadores mais atuantes, sendo reconhecido pelos seus colegas de parlamento, fazendo valer a pena cada voto adquirido e pretende voltar a câmara para fazer o que mais gosta que é ajudar as pessoas mais necessitados.

Derrotado, Serra corre risco de isolamento político após campanha errática


O candidato derrotado José Serra (PSDB) em pronunciamento após divulgação de resultados

"Vocês não estão vendo que esta é a minha última chance?", esbravejou o então pré-candidato ao Palácio do Planalto, José Serra, ao esmurrar uma mesa cercada de aliados. O relato, feito por participantes do encontro, parece atual. Reflete o espírito ansioso e autocentrado de quem diz ter se preparado “a vida inteira” para comandar a República. A história ajuda a explicar a obstinação do tucano neste ano, cheio de ombradas nos rivais.

Mas aconteceu há oito anos, quando, como ministro da Saúde, almejava a cadeira do então presidente Fernando Henrique Cardoso. Serra não teve sucesso, mas a vontade nunca sumiu. Hoje, aos 68 anos de idade e pela segunda vez derrotado em sua busca, o tucano tem seu projeto político novamente rejeitado pelas urnas. Em um segundo turno mais equilibrado do que o previsto pelos institutos de pesquisa, o candidato tucano conseguiu expressivos, porém insuficientes 43.711.299 milhões de votos, ou 43,95% do total. Sua rival, a petista Dilma Rousseff, amealhou 55.752.493 de votos (56,05% do total).

Há semelhaças entre as campanhas de 2002 e 2010. Quando perdeu as eleições que deram o primeiro mandato a Luiz Inácio Lula da Silva, após um impopular segundo governo de FHC, Serra também se esforçou para não parecer candidato do governo nem da oposição.

Em ambas as disputas presidenciais, manteve a fama de centralizador e impetuoso, organizando a própria agenda e as próprias políticas sem consultar aliados. Rachou o PSDB por ter ofuscado as conquistas do governo que ajudou a conduzir, como a modernização da telefonia. Tudo para evitar o rótulo de "estatista", eleitoralmente mal visto.

"Sou como se diz em latim na bandeira de São Paulo: não sou conduzido, conduzo", costuma dizer. Pois novamente os aliados –principalmente os não-paulistas– foram minguando. Na campanha pelo segundo turno, o ex-governador mineiro e senador eleito Aécio Neves até ensaiou se engajar. Mas não foi o bastante para evitar o triunfo de Dilma, nascida em Belo Horizonte. Serra foi conduzido a mais uma derrota.

Quando se elegeu prefeito de São Paulo (2004) e governador paulista (2006), Serra ainda não tinha a idade como empecilho para tentar o Palácio do Planalto. Derrotado, fica sem mandato político e com maior concorrência numa eventual nova chance de buscar o cargo, já que o partido conta com os mais jovens Aécio e Geraldo Alckmin na fila da sucessão.

Sebastião Dias esconde o jogo estrategicamente mas será candidato a Conselheiro Tutelar em Araripina.


Professor do ensino médio, já foi presidente do grêmio estudantil do colégio Padre Luis Gonzaga, candidato a vereador nas eleições de 2008 obtendo 185 votos, esse é Sebastião Dias.

Por usar da estratégia que tudo deve acontecer na hora certa, ele explica o motivo pelo qual está escondendo o jogo e não divulga ainda a sua pretensão de ser candidato a membro do Conselho Tutelar de Araripina. Sebastião é um jovem atuante nas ações sociais, sempre participa de eventos ligados a crianças carentes e é bastante popular entre os jovens por desenvolver atividades esportivas e culturais.

O que é Conselho Tutelar e para que serve?


O Conselho Tutelar é um órgão permanente, (uma vez criado não pode ser extinto.) É autônomo, (autônomo em suas decisões, não recebe interferência de fora) Não jurisdicional (não julga, não faz parte do judiciário, não aplica medidas judiciais) É encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente. Ou seja, o Conselho Tutelar é um órgão de garantia de direitos da criança e do adolescente.

Quem são os Conselheiros Tutelares?

São pessoas que têm o papel de porta-voz das suas respectivas comunidades, atuando junto a órgãos e entidades para assegurar os direitos das crianças e adolescentes. São eleitos 5 membros através do voto direto da comunidade, para mandato de 3 anos.

PSDB vira saco de pancadas por prepotência de José Serra em querer ser presidente aonde a vez era de Aécio Neves que não tem cara de melão.

Por mais de 12 milhões de votos foi a diferença que o candidato do PSDB José Serra foi derrotado mais uma vez numa eleição para presidente da república, em 2002 perdeu para Lula e dessa vez a vitoriosa foi Dilma Roussef ambos do PT.

A insistência do candidato derrotado José Serra em querer ser presidente do Brasil a qualquer custo, mesmo atropelando seus próprios aliados, como fez com Aécio Neves quando este manifestou suas pretensões em se candidatar a presidente do Brasil e teve que tirar o cavalo da chuva porque José Serra o preferido do PSDB, impôs sua ditadura e ameaçou a cúpula tucana que caso Aécio fosse o candidato, ele não seria candidato a nada nem participaria das eleições 2010, terminaria seu mandato de governador de São Paulo e não seria candidato a mais nada porque seu sonho é ser presidente do Brasil mamãe.

Sensibilizados com o projeto pessoal de José Serra e temendo perder o precioso apoio do maior colégio eleitoral do país, Fernando Henrique Cardoso, Tasso Jereissati, Sergio Guerra, Geraldo Alckmin entre outros caciques tucanos convenceram Aécio a desistir de ser candidato a presidente do Brasil.
"Deixo a partir deste momento a condição de pré-candidato do PSDB à Presidência da República, mas não abandono minhas convicções e minha disposição para colaborar, com meu esforço e minha lealdade, para a construção das bandeiras da Social Democracia Brasileira", disse Aécio Neves em17/12/09 quando convocou a imprensa para anunciar que não seria mais candidato a presidente da república por não conseguir apoio dos caciques do PSDB. .

Se o candidato tivesse sido Aécio, sem duvidas a eleição teria sido mais competitiva porque o ex-governado de Minas é bem mais simpático do que o arrogante José Serra, teria crescido muito durante a campanha e com o suporte da imprensa, além do mais reúne positivas condições de ser um ótimo presidente do Brasil. O certo é Aécio sair mesmo do PSDB pois não tem clima mesmo para ele, também não deve ir para o PMDB pois representa a oligarquia oportunista do Brasil.