Informe Publicitário

Informe Publicitário

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

MUNICIPALIZAÇÃO DO TRANSITO É DISCUTIDO EM AUDIÊNCIA PÚBLICA EM OURICURI E ARARIPINA SAI NA FRENTE COM CRIAÇÃO DA SUA AUTARQUIA DE TRÂNSITO

Simíramis Queiroz - presidente do Conselho Estadual de Trânsito

A chegada da Autarquia de Trânsito de Araripina – ATTA criada em 2011 pelo (na época) interino, prefeito Alexandre Arraes (PSB) justamente no momento em que Araripina foi destaque na imprensa nacional por ser a cidade do Brasil onde era registrado o maior numero de óbitos por acidentes de transito tem dado resultados positivos e o município reduziu ano após ano esse triste cenário.


Na Audiência Pública de Transito realizada na cidade de Ouricuri na ultima terça-feira (18) com a participação do Conselho Estadual de TrânsitoSecretaria Estadual de Saúde, Policia Militar, Bombeiros, Sociedade Civil, DETRAN, entre outras entidades segmentadas, foram discutidos entre outros assuntos, a questão da municipalização do trânsito devido nossa região ainda manter um alto indice de violência no transito.

De acordo com a presidente do Conselho Estadual de Trânsito, Simíramis Queiroz, o mau comportamento dos motociclistas muitas vezes acaba culminando em acidentes. “[Eles] se aproveitam por a moto dar mais mobilidade e acham que podem cometer infração, até escapando de engarrafamento por cima da calçada, se colocando em alto risco. E o retrato dessa falta de conscientização é esse alto índice de acidentalidade”, disse.

Conversamos com Sebastião Arraes que é presidente da ATTA e ele nos confessou que o trabalho tem sido intenso, com sinalização das ruas, organização das vias mão/contramão no centro, parcerias com DETRAN e Policia Militar e outras entidades, como também palestras realizadas nas escolas, e ações que diante das estatísticas demonstram que tem funcionado bem.

Com participação de Dante Arruda
Fotos: Fabiano Alencar

PUBLICIDADE


O USO DO CARVÃO MINERAL TRAZ DIVERSOS RISCOS SOCIOAMBIENTAIS E PODE SE EXPANDIR NO BRASIL


Veja como atuar para impedir esse retrocesso:

O carvão mineral é um combustível fóssil, matéria-prima não renovável. Seu processo de extração devasta grandes áreas, polui solo e corpos d'água, e causa diversas mortes devido ao elevado risco ocupacional aos trabalhadores nas minas. Em seu transporte e queima, altos níveis de emissões são gerados, causando sérios problemas, como doenças respiratórias e danos ao sistema nervoso(principalmente em crianças, devido ao mercúrio); e contaminação de peixes. Após queimado, o carvão se transforma em cinza, resíduo que precisa ser estocado em imensos reservatórios.
Resumindo, o carvão mineral, que gera 40% da energia do mundo, é conhecido como o maior poluidor da atmosfera terrestre, a população chinesa que o diga. Responsável por 83% das emissões de dióxido de carbono desde 1990, ele já matou muita gente e segue essa tendência em razão de sua influência no desequilíbrio do efeito estufa. Em relatório recente do IPCC, o mais contundente até então, o painel do clima da ONU descreve em forma de alerta a urgência da necessidade de redução das emissões para manter as médias de aquecimento abaixo de 2°C após o início da era industrial.
No próximo dia 28 de novembro ocorrerá o Leilão A-5/2014, que vai servir como definição sobre quais empresas poderão expandir o potencial energético do Brasil a partir de 2019. No total, 1.115 projetos se inscreveram para o leilão - a maioria das iniciativas priorizou matrizes renováveis. No entanto, também ocorreram inscrições baseadas em matrizes não renováveis, dentre elas, dez iniciativas movidas a carvão mineral, com grandes possibilidades de serem contratadas.
Se você também é contrário à contratação de usinas termelétricas a carvão, assine a petição online, endereçada a membros do governo federal de nosso país e que solicita a exclusão da participação de projetos de termelétricas que utilizam carvão mineral.



PUBLICIDADE


“É DIFÍCIL SER POLICIAL NESTE PAÍS”

“É difícil ser punido no Brasil. A maior parte dos crimes não são solucionados. A maior parte dos criminosos não são julgados. A maior parte dos condenados não são presos. E a maior parte dos que acabam cumprindo pena têm um altíssimo índice de reincidência. Voltam a praticar o crime.
Temos uma guerra interna, 154 brasileiros são mortos por dia em assassinatos em que não estão computados os crimes de trânsito. E é o país do mundo onde mais policiais são mortos. Nosso modelo de segurança pública precisa ser revisto. A responsabilidade tem que ser dos três entes federativos: União, estados e municípios. As drogas, que são o combustível da maior parte do crime, entram pelos vizinhos, como Bolívia, Colômbia, Paraguai, assim como as armas potentes dos bandidos.
Somos o maior consumidor de crack do mundo, o segundo de cocaína. E nós, brasileiros, ficamos olhando. Como nação, apoiamos a quem? Apoiamos a lei, ou desacreditamos na lei, na polícia? Nos países do mundo desenvolvido, acreditam na polícia e nas leis. Nossas leis apoiam as vítimas? Garantem a punição aos bandidos? Nos Estados Unidos, o policial herói é tratado como herói. Aqui, não. É difícil ser policial neste país, policial por vocação, como a maioria.
Os que dão a vida pela lei, pelos outros, essa é a maioria. Aos que traem suas instituições, se desviam e viram bandidos. Neste país, agentes da lei são enfraquecidos pelas próprias autoridades - e não me refiro àqueles, que mesmo não sendo deuses, querem estar acima da lei.
A propósito, quem está a serviço da lei precisa ser seu maior escravo. Do policial ao juiz.” (SIC)
Temístocles Telmo Ferreira Araújo
Doutor, Mestre e Bacharel em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública. Especialista em Direito Penal. Professor de Direito Penal e Prática Jurídica Penal.

PREFEITO ALEXANDRE ARRAES ENTREGA QUADRA POLIESPORTIVA E AO MESMO TEMPO LANÇA PROGRAMA SOCIAL MUNICIPAL “ESTA CIDADE TAMBÉM É MINHA”

Na ultima terça-feira (18) em que o município entregou a quadra poliesportiva da Escola Professora Maria Luzanira Muniz Ramos a Prefeitura de Araripina, através das Secretarias de Educação e Desenvolvimento Social lançou o programa “ESTA CIDADE TAMBÉM É MINHA’’, propondo alternativas para os adolescentes de Escolas da Rede Municipal de Ensino, familiares e usuários dos Programas Sociais”.
Foi repassado material didático – pedagógico e 130 kits foram entregues, cada Kit atenderá 40 alunos. O projeto está baseado num trabalho de orientação social, familiar e educacional, que será apresentado nas Escolas da rede municipal de Ensino e Programas Sociais. O mesmo propõe construir espaços de discussões através de atividades que serão desenvolvidas, envolvendo temáticas pertinentes à vida cotidiana, e a relação família e escola.
De acordo com o prefeito Alexandre Arraes (PSB) o projeto irá despertar uma consciência que os levem (estudantes/família/escola) a reconhecer as vulnerabilidades sociais ao qual estão inseridos e observar informações quanto aos prejuízos destas substancias para adotarem junto às equipes que trabalharão neste, estratégias para evita-las.

Ao vivenciar o projeto “ESTA CIDADE TAMBÉM É MINHA’’ o jovem receberá orientações básicas, como explicações científicas para que compreenda a razão de suas angústias, dúvidas, mudanças físicas e comportamentais, o que favorece o desenvolvimento de uma vida cidadã emancipada. O adolescente bem assistido enfrentará este período transitório com mais segurança e conforto, compreendendo que somente o homem consciente e responsável é livre.

Para a secretária de Educação Cybele Arraes, com o projeto será possível contribuir para as boas práticas de cidadania e melhoria na qualidade de vida de nossos munícipes. E que os lares hoje evidenciados pelo uso de álcool ou outros entorpecentes, possam se constituir como espaços de proteção e de fortalecimento de vínculos afetivos.

As equipes envolvidas serão usuários dos Programas Sociais, Educadores Sociais, Alunos da rede municipal de ensino (na faixa etária de 12 a 18 anos), Pais, Gestores, Professores, Pedagogos, Psicólogos, Psicopedagogos, Assistentes Sociais, Educadores Sociais, entre outros profissionais e terá a finalidade de atender a 5.193 (crianças, adolescente da rede municipal de ensinos/usuários programas sociais) com oficinas Pedagógicas e Recreativas nas escolas; bem como atender à 200 famílias dos envolvidos que se encontram em situações de risco e vulnerabilidade social, através da acolhida, escuta, palestras e oficinas .

Saiba ainda mais as finalidades do programa:

·        Reduzir a evasão escolar e ausência de alunos em sala de aula;
·        Acolher as crianças, jovens e adultos em situação de riscos e em  Programas sociais e escola regular;
·        Inibir o consumo de álcool entre os adolescentes participantes do projeto;
·        Sensibilizar as crianças e adolescentes atendidos pelo projeto para valorização da vida;
·        Induzir aos pais a zelar pela proteção de seus filhos contra as drogas e violência no trânsito;
·        Prevenir a criminalidade juvenil relacionada ou indiretamente ao uso de drogas dentre os participantes do projeto;
·        Consolidar a importância da estrutura familiar ;
·        Reduzir o índice de acidentes no trânsito de Araripina/PE;



ASCOM - ARARIPINA

DILMA E A MEDIDA PROVISÓRIA 656: MAIS UMA 'BOMBA' DISFARÇADA


Por Marcia Souza
Presidente Dilma, do PT, cria MP 656 e tira garantias conquistadas pelos trabalhadores, sem muito alarde, é claro.

A Presidente Dilma Rousseff criou Medida Provisória que vai de encontro ao Conselho Nacional de Justiça.
A Medida Provisória nº 656 de 07 de outubro de 2014 tem entre seus artigos 10 e 17, novidades nada boas para os trabalhadores, que entrarão em vigor após um mês de sua publicação, ou seja, já em novembro deste ano. Esta medida editada sorrateiramente, e de acordo com o Dr. Pablo Lemos em publicação do JusBrasil, "ao apagar das luzes do Congresso Nacional", acaba com toda e qualquer possibilidade que antes, há pouco tempo, diga-se de passagem, os trabalhadores haviam conquistado para impedir que empresas se esgueirassem do pagamento de suas dívidas para com os mesmos.

Para melhor explicar no que implica esta nova Medida Provisória: o Conselho Nacional de Justiça, CNJ, cujo presidente era à época o ministro e também presidente do STJ, Cézar Peluso, antecessor de Joaquim Barbosa, recomendou a apresentação de certidão da Justiça do Trabalho (Recomendação CNJ 3/2012) nas escrituras. Esta recomendação fez com que toda e qualquer transação imobiliária tivesse que ter a apresentação de certidão negativa de débito trabalhista. Se nesta certidão constasse uma ação trabalhista, mesmo que esta ação não estivesse averbada na matrícula do imóvel, o trabalhador teria o direito de requerer a anulação da venda por tratar-se de "fraude ao credor", pois quem comprou o imóvel tinha conhecimento da ação e mesmo assim o adquiriu, o que poderia ser uma "armação" do devedor, no caso, a empresa, ou os empresários, para não cumprir com suas obrigações e quitar seus débitos para com o empregado. Ficando o devedor insolvente, ou sem bens a serem vendidos, e sem dinheiro em sua conta, o trabalhador não teria como requerer e receber seus direitos, facilitando a vida dos "mal intencionados".
Com a nova Medida Provisória 656, a apresentação da certidão negativa de débitos trabalhistas (que aponta ações trabalhistas existentes por região) e a CNDT (certidãonacional de débitos trabalhistas), que aponta ações trabalhistas em fase de execução em todo o território nacional, deixaram de fazer efeito, pois, mesmo que conste nelas algum apontamento, se na matrícula do imóvel as ações não estiverem averbadas, a venda do imóvel não poderá ser contestada. E convenhamos, se tenho imóveis em municípios diferentes daquele que resido, dificilmente alguém saberá de sua existência para poder fazer a tal averbação em sua matrícula.

O que muito me espanta, é que em momento algum na ementa da Medida Provisória em questão, consta que ela tratará de questões como a nova sistemática sobre a compra e venda de imóveis. Fala-se em matérias como a econômico-financeira, a tributária e a de criação de um novo título de crédito. Daí porque diz-se ter sido elaborada no "apagar das luzes do congresso", pois trata-se de omissão sobre matéria de direito processual civil e tal matéria, de acordo com o artigo 62 letra B de nossa constituição, é vedada ser tratada em uma MP.

"Art. 62 - Em caso de relevância e urgência, o Presidente da República poderá adotar medidas provisórias, com força de lei, devendo submetê-las de imediato ao Congresso Nacional.
Parágrafo 1º - É vedada a edição de medidas provisórias sobre matéria:
I- relativa à:
B- direito penal, processual penal e processual civil;"
Vemos claramente que o que se fala não é efetivamente o que se faz, e agindo nas entrelinhas do poder e ludibriando leis e até a Constituição Nacional, interesses maiores que os do povo, dos trabalhadores, da minoria, são colocados acima de qualquer coisa.

O povo brasileiro deveria ter acesso rápido e de maneira transparente a todas as ações de seus governantes, de preferência explicado de forma a ter fácil entendimento, sem termos técnicos e jurídicos de difícil conhecimento pela grande maioria da população do país.


VENÇA 4 MEDOS QUE O IMPEDEM DE TER UM NEGÓCIO DE SUCESSO



Alan Pakes | Expert em empreendedorismo e marketing digital | (GC)

É difícil encontrar pessoas que consigam dizer que a vida delas é um grande sucesso. Sempre há queixas como “trabalho muito”, “não ganho o suficiente”, “não tenho tempo”, entre outras reclamações.



A verdade é que o sucesso está acenando para você, e cabe a você decidir se ele está dando tchau ou te chamando para perto. Avalie os quatro medos medos que o fazem acreditar que o sucesso está lhe dando tchau.

1 – Falta de dinheiro


O que muitas pessoas fazem quando elas não têm dinheiro suficiente para atender às suas necessidades? As opções são muitas, mas estão aqui três exemplos:

– Compram com o cartão de crédito sem planejamento (podendo gerar dívidas perigosas)

– Pedem dinheiro emprestado (as dívidas perigosas continuam sendo uma ameaça)

– Se desesperam e lamentam


Poucos são os que juntam dinheiro e menos ainda são os que correm atrás de uma nova forma de fazer dinheiro.


A boa notícia é que você pode, sim, começar negócios do zero, e a internet é uma das melhores ferramentas para realizar esse sonho.


2 – Falta de tempo


Novos projetos, como a criação de um produto, ou até mesmo algo simples como ir à academia, demandam tempo.


Se você reclama de falta de tempo, seja para investir mais energia na sua empresa ou para poder criar um negócio, é bem provável que o motivo seja a má administração do tempo.


A primeira coisa a fazer é estabelecer prioridades e identificar o que está fazendo você perder tempo.


A dica é: veja como empreendedores de sucesso trabalham em equipe com o tempo deles.


Muitos acordam cedo, fazem exercícios, possuem horários específicos para atender chamadas…
Isso tudo é feito por conta de uma priorização das atividades. A dica especial é que você leia um livro chamado Trabalhe 4 horas por semana. Vários empreendedores recomendam e dizem que esse livro mudou a vida deles.



3 – Suas expectativas


Há quem desista depois de algum tempo por achar que suas expectativas não foram cumpridas. Conheço empreendedores que investiram em um projeto, fracassaram, foram para outro projeto e conseguiram o sucesso.


Desistir é confirmar uma derrota, enquanto persistir é dar uma chance para o sucesso. Pode ser clichê, mas é a verdade.


Para evitar que você tenha grandes frustações e perca tempo, que tal estabelecer metas de curto, médio e longo prazo?


Através delas você conseguirá medir o desempenho de seu projeto e será capaz de fazer mudanças caso perceba que há algo de errado com o andamento dele.



4 – Equilíbrio entre sua vida profissional e pessoal


Equilíbrio é a chave, mas muitas pessoas não trabalham esse ponto. Na busca de construir algo de valor para sua família, elas acabam trabalhando demais e esquecem que a presença pode ser tão ou mais importante do uma vida financeira confortável.


O tempo que você dá para a sua família não é algo bom só para eles, é ótimo para você também.


Afundar a cabeça no trabalho pode causar estresse, seguido de falta de produtividade e criatividade.


Para que você tenha um tempo livre recorrente para a sua família e o lazer, não deixe de exercitar dois princípios já falados: criação de metas e definição de prioridades.


Todos os itens citados neste artigo parecem óbvios, mas o óbvio nem sempre é levado em consideração e é por isso que você deve sempre se lembrar de que é preciso dominar estes obstáculos para começar um empreendimento do zero ou expandir ainda mais os seus negócios.





Alan Pakes, 36 anos, é engenheiro de computação, formado pela USP em 2002, e expert em empreendedorismo e marketing digital. 

Artigo encaminhado por Almir Rizzatto, da RZT Comunicação.


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

PUBLICIDADE


ISSO A OPOSIÇÃO NÃO MOSTRA: ALEXANDRE ARRAES É DESTAQUE NACIONAL E SEBRAE O RECONHECE COMO PREFEITO EMPREENDEDOR

Primeira-dama Roberta Arraes ao lado do prefeito emprendedor Alexandre Arraes

A edição da Revista “Vencedores” 2013/2014 editada e articulada pelo Sebrae Nacional destaca a atuação do prefeito de Araripina, Alexandre Arraes (PSB), pelas importantes ações no Projeto Araripina Desburocratizando para Desenvolver, cujo objetivos foi fortalecer a economia local através dos instrumentos que facilitam as ME, EPP e MEI na formalização, alteração e baixa (Redesim); e viabilizar o acesso ao crédito, a emissão de nota fiscal eletrônica, a formação de parcerias, a realização de exposições e feiras, fomentando o trabalho formal, a geração de renda e a sustentabilidade dos negócios.

Esse importante projeto teve como técnicos responsáveis o Chefe de Gabinete, Giordany Andrade e a Agente de Desenvolvimento Local, Shalana Paiva Costa, que sob a orientação do prefeito Alexandre Arraes colocaram em evidência e promoveram grandes transformações nos agentes envolvidos. Com este importante projeto, Araripina recebeu o Prêmio Governador Barbosa Lima Sobrinho de Prefeito Empreendedor. A revista destaca os feitos e os avanços conquistados com a desburocratização dos serviços já citados.

A revista tem circulação nacional. Para o prefeito Alexandre Arraes essa é mais uma demonstração de que o trabalho sério, competente, honesto e dinâmico estão sendo reconhecidos por instituições importantes e de grande prestígio nacional a exemplo do Sebrae. “Ficamos felizes em poder compartilhar dessa alegria com o povo de Araripina. Esse é o nosso objetivo como prefeito de Araripina: trabalhar sempre em benefício de todos”, comemora o prefeito.


ASCOM PMA

DR. ALUÍZIO COELHO GARANTE QUE ESTARÁ NO PÁREO NAS ELEIÇÕES 2016 PARA PREFEITO DE ARARIPINA

Entusiasmado com o desempenho dos seus candidatos nas eleições passadas, o médico Aluízio Coelho garante que é candidato a prefeito de Araripina em 2016.
Em conversa com jornalista e blogueiro Martinho Filho, o médico enfatizou, inclusive, que já está em campanha, buscando espaços políticos, aliados e visitando as diversas comunidades colocando o seu nome como opção para as eleições municipais.

Filiado ao PMDB, Aluízio Coelho disse que vai sair da legenda e já tem a nova sigla partidária para disputar o pleito de prefeito em 2016 que será o PMN 33.

PUBLICIDADE


NOVEMBRO AZUL TEM AÇÕES CONTRA O CÂNCER DE PRÓSTATA EM ARARIPINA


A Campanha Novembro Azul intensifica neste mês a prevenção e o tratamento da saúde do homem, em especial contra o câncer de próstata. Nesta segunda-feira (17) é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

Em Araripina, A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde promove conversas e palestras de conscientização sobre o tema em diversos locais da cidade, lembrando que desde o inicio do mês, as Unidades Básicas de Saúde estão realizando ações voltadas à saúde do homem com a população residente.

Para o prefeito Alexandre Arraes (PSB)  o cuidado com a saúde em sua gestão vêm sendo uma das prioridades. “A saúde das famílias de Araripina sempre será uma das nossas prioridades, tivemos a campanha Outubro Rosa e agora estamos com a campanha Novembro Azul, convidamos todos os homens de Araripina, acima de 40 anos para cuidarem da saúde nesta campanha”, frisou o executivo.

De acordo com a secretária municipal Glória Beatriz, cada cidadão acima de 40 anos de idade deve procurar fazer o exame de toque da próstata. Depois deste primeiro exame, recomenda-se o intervalo de cinco anos para um novo exame. A partir dos 70 anos o exame retal deve ser feito de seis em seis meses. Não precisa estar sentindo nenhum problema para procurar o exame. Se ele sentir alguma dor óssea já é sinal que o problema avançou.

Confira a programação:

Dia 17 (segunda-feira)

Conversa no Terço dos Homens

Local: Igreja da Cohab, às 19h30.

Dia 18 (terça-feira)

Roda de Conversa com os Agentes de Endemias
Local: Vigilância em Saúde, às 07h30.

Dia 19 (quarta-feira)

Roda de conversa com os Mototaxistas Laranja (Praça do Hospital, ponto de trabalho), às 08h30.

Dia 20 (quinta-feira)

Roda de Conversa com os Mototaxistas azul-marinho (Colégio da Independência, ponto de trabalho), às 08h30.

Dia 21 (sexta-feira)

Roda de conversa com os Mototaxistas Verdes (ao lado do Banco Santander, ponto de trabalho), às 08h30.

Dia 24 (segunda-feira)

Roda de conversa com os Mototaxistas Preto (Planalto, ponto de trabalho), às 08h30.

Dia 26 (quarta-feira)

Palestra sobre o tema “Câncer de Próstata – Prevenção e outros”. Destinado aos colaboradores do SESC e família.
Local: SESC – Araripina, às 19h.

ENCERRAMENTO:

Dia 27 (quinta-feira)

Roda de conversa com os funcionários da ATTA, Orientadores de Trânsito e funcionários do DETRAN – Araripina.
Local: Auditório do Rotary Club, às 17h.

ASCOM - ARARIPINA